quinta-feira, 1 de abril de 2021

Páscoa 2021 - O Ressuscitado vive entre nós

 O Ressuscitado vive entre nós - Amém, Aleluia!


Discípulos encontram o túmulo vazio... 

No dia da Páscoa Jesus aparece a Maria Madalena que exclamou Rabüni! O que em hebraico quer dizer: Ó, Mestre! (Jo 20, 16)

No caminho de Emaús... “Não ardia nosso coração quando falava das Escrituras”!

 Jesus dá sinais de sua presença entre nós.

Em nossa vida, podemos crer nele, Ele que sustenta nossa caminhada, com todos os desafios e provações; sem a presença de Jesus seria difícil viver. Jesus nos ensinou a rezar e a oração de coração dá alegria interior, que é resultado de uma profunda sintonia da criatura com seu Criador. É uma alegria que, mesmo nas dificuldades, permanece em nós e dá paz e confiança no futuro.                    


O anúncio de Jesus, “Eu vim para que tenham Vida, e a tenham em plenitude (Jo 10,10), demonstra-nos que é da vontade de Deus que cresçamos sempre mais na virtude, de graça em graça, procuremos meditar todos os dias na Presença e amor de Deus.

Na presença do Ressuscitado o Aleluia é mais forte! “Ele vive!”;  nEle temos a vida, que dá um sentido novo ao nosso viver. Diante dos acontecimentos não percamos a esperança, mas amadureçamos na fé.

Assim, desejo com muito carinho a todos(as), uma Santa e Feliz Páscoa! Que o Cristo Ressuscitado seja sua Alegria e Paz na vida e o recomeço de cada dia.

                                  Cordialmente,

Iria Urnau 

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

2 de Fevereiro - dois motivos para celebrar

 


Nossa Senhora da Luz

 Co-Padroeira do Instituto Secular São Francisco de Sales.

Portanto, iniciamos o mês de fevereiro com a Festa da Apresentação do Senhor (dia 02), “Luz para iluminar as nações” - anúncio esperado dos povos. Atribui-se a Maria o título de Nossa Senhora da Luz, pois aceitou gerar em seu seio imaculado o Salvador, luz do mundo.

Um anúncio importante d’Aquele que é a luz que veio ao mundo para iluminar todo homem.

O menino Jesus, apresentado no templo de Jerusalém por Maria e José, foi reconhecido por Simeão, que o tomou nos braços, como “luz para iluminar as nações” (Lc 2,32). O louvor e a alegria de Simeão se prolongam na Igreja que continua a proclamar que Jesus é a luz para todas as nações. Também Ana, profetisa de idade avançada, “pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém” (Lc 2,38). “Em toda a Igreja, celebramos a Apresentação do Senhor, uma das festas litúrgicas mais antigas, celebrada em Jerusalém já no século IV.  A importância do tema da “luz”, com a benção das velas, tornou-a conhecida nas igrejas até o tempo atual.


 No dia 2 de fevereiro 

a Igreja também celebra 

o Dia Mundial

da Vida Consagrada.


Neste ano celebramos o Jubileu de Prata do “Dia do Consagrado”, de modo especial, os Consagrados nos Instituto Seculares que consagram  sua vida a  Deus como Maria - no meio do povo.

“Podemos considerar, se quisermos, um Ano Jubilar para a Vida Consagrada, que se inicia no dia 02 de fevereiro de 2021 e se concluirá no dia 02 de fevereiro de 2022. Creio que em nosso serviço de animação vocacional seja importante mencionar esse Ano Jubilar, resgatando, inclusive, o Sínodo dos Bispos sobre a Vida Consagrada, que resultou na Exortação Apostólica Vita Consecrata, de São João Paulo II”  (1... Texto CNBB)

 

 

sábado, 23 de janeiro de 2021

Em honra do Padroeiro, no seu dia

 

São Francisco de Sales    

24 de janeiro

 Novena

Deus, nosso Pai, São Francisco de Sales testemunhou com sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia. Realizastes nele maravilhas, corrigindo as arestas do seu temperamento impulsivo. Por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo.

Que São Francisco de Sales nos contagie com sua ternura e misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com os nossos irmãos. Nós vos pedimos também a graça... (pedir a graça).

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém.

 

Oremos: Ó Deus, para a salvação dos homens quisestes que São Francisco de Sales se fizesse tudo para todos; concedei que a seu exemplo manifestemos sempre a mansidão de vosso amor no serviço de nossos irmãos. Por Jesus Cristo vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

(faça um pedido e reze 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória)

 

São Francisco de Sales nasceu em 21 de agosto de 1567 em Thorens/Sabóia.

Um sábio e Santo humanista, Sacerdote e Bispo de Genebra, grande Evangelizador, converteu muitos Calvinistas com determinação, afabilidade e mansidão. Diretor

Espiritual, Fundador da Congregação das Irmãs da Visitação, autor dos Livros “Filoteia – Iniciação à Vida Cristã” e “Tratado do Amor de Deus”.

Faleceu em 28/12/1622.

Canonizado pelo Papa Alexandre VII em 1665.

Proclamado Doutor da Igreja, pelo Papa Pio IX em 1877.

Proclamado Padroeiro dos jornalistas e escritores Católicos, pelo Papa Pio XI em 1923.

 

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Advento 2020

 

Advento

O Advento é, em primeiro lugar, a marca de um Novo ano litúrgico. No sentido da Teologia, recorda a dimensão histórica da Salvação.

Assim, neste 3° domingo do advento, manifestação da alegria de poder celebrar a graça da vida, Maria visita com alegria Isabel e o Deus que se revela na história e a vida na natureza humana.

Etimologicamente, a palavra advento é:  aparecimento, chegada (de alguém ou algo) que vem do Latim "Adventus", que significa chegada, vinda, aquele que há de vir.

O profeta Isaías, que viveu no século VI a.C., na realidade da Babilônia deste período, tem um boa contribuição para ilustrar o significado do advento. Na 3° parte do livro, onde o Profeta Isaias proclama a vinda do Salvador e sinaliza uma aliança, um encontro de Deus com seu povo, o povo fiel com o dia do Senhor, ele diz:

Ø     “De pé! Deixa-te iluminar!  Chegou a tua luz! A glória do Senhor te ilumina. Sim, a escuridão cobre a terra. As trevas cobrem os povos, mas sobre ti brilha a luz do Senhor. As nações caminharão à tua Luz.” (Is 60, 1-3)

Ø     "Está chegando o Libertador para Sião... Esta é minha aliança pessoal para com eles, diz o Senhor, O meu espírito está em ti. (Is 59, 20-21)

Ø     “Sião deu à luz... Pôs no mundo um filho do Homem... Pode nascer um país inteiro num só dia. Pode-se dar à luz uma Nação de uma só vez”. (Is 66, 7-8)

Ø     “O Senhor diz: Guardai o direito, praticai a justiça. A minha Salvação está para chegar, minha justiça vai aparecer.” (Is 56,1)

Sião torna-se uma mãe de uma forma maravilhosa, e os habitantes da cidade experimentam conforto e riqueza de graça. O próprio Deus consola, como sua mãe consola os filhos.

João Batista é a voz que clama: “preparai os caminhos do Senhor”.

 Para os cristãos e toda a Igreja, o Advento é um belo itinerário litúrgico, um momento forte de mergulhar na mística cristã, é um tempo de preparação para viver o arrependimento e promover a fraternidade e a Paz na expectativa da alegre espera pela vinda do Messias prometido. A promessa da vinda de Deus Salvador como luz inaugurando uma nova forma de diálogo com a humanidade, uma iniciativa manifestada no cuidado e ternura pelo ser humano, criado à sua imagem e semelhança, através de Maria que escutou a voz do Senhor no diálogo com o anjo Gabriel.

E hoje os cristãos, mesmo no silêncio e vigor de cuidar a família, com inúmeras dificuldades e provações, por vezes contrário à lei de Deus, escutar palavras de boa educação são sementes de esperança e consolo, da dignidade na vivência social e humana.  O grande Bispo São Francisco de Sales costumava dizer que uma boa educação já é meio caminho à Santidade.

Iria Urnau

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Rosário missionário

 


“... florescer onde Deus nos plantou” sfs


O mês de outubro é rico em celebrações: mês missionário e do Rosário.

Iniciamos o mês de outubro com a Padroeira Universal das Missões e proclamada pelo Papa São João Paulo II, em 1997, como Doutora da Igreja: Santa Teresinha de Menino Jesus Lisieux.

  Frases dela: “Passarei o céu fazendo o bem na terra”. “Na igreja serei o amor”. Ela prometeu uma chuva de rosas após a morte.  Rosário, significa rosas; as Ave Maria são 150 rosas para nossa Mãe Celestial (os antigos recitavam os 150 salmos).

 Dia 2 - Dia do Anjo da Guarda. Todos nós somos protegidos pelo nosso anjo.

Dia 4 – dia de São Francisco de Assis, o santo da simplicidade e da paz.

Festas de Maria Santíssima: do Rosário, da Aparecida - Padroeira do Brasil. “Nem um devoto de Maria se perde”, quantas graças nos são alcançadas por meio de Maria!

Dia 15 - Santa Teresa D’Ávila, reformadora do Carmelo. uma mística vida de Orações, atualmente estudada como espiritualidade laical.

Dia 16 - Santa Margarida Maria Alacoque - Ir. Visitandina que teve a visão de Jesus e espalhou a Veneração do Sagrado Coração de Jesus. As 12 promessas do Coração de Jesus, para quem seguir o devocional das 1ª sextas-feiras.

Dia 22 - Papa São João Paulo II - grande missionário da Paz entre os povos, devoto do Santo Rosário. Quem não há de se lembrar dele?

Outros exemplos de vivências de Santidade:  São Lucas apóstolo, Sto. Inácio de Antioquia, Sto. Ambrósio, S. Bruno....  

A vida de Santos que assumiram a vida cristã na fidelidade ao seguimento de Cristo. E são para nós sempre  um incentivo que vale a pena ser cristão e missionário, mas também de reconhecer a obra de Deus na própria experiência diária onde se está inserido, pelo  testemunho da vida de oração e fé,  onde o rosário é uma força que faz parte de quem trabalha pelo reino.  Testemunho eloquente desta forma de oração foi o Papa João XXIII que também rezava o rosário missionário todos os dias.

Recordemos o que o Documento de Aparecida nos diz e sejamos missionários através desta bonita oração do Rosário.

O Rosário é uma forma de oração muito simples, mas amada por Deus, pois ela fixa olhos e contempla O Cristo, toda vida de Jesus, seus mistérios.

O Rosário é uma oração tão fácil e ao mesmo tempo rica, merece toda nossa atenção, ela é também Mariana, pois nos oferece o profundo de Cristo e de Maria.

É uma oração valiosa promovida pelos Papas. Paulo VI na exortação apostólica Mariais Culus, destacou o carácter evangélico do Rosário e a sua orientação cristológica.

 “O Papa João Paulo II atribuiu grande importância à reza do Rosário, um merecimento particular teve, a propósito, Leão XIII no dia 1º de setembro 1883 quando promulgou a Encíclica Supremi Apostolatus Officio, onde a indicando como instrumento eficaz contra os males da sociedade.

O Rosário é a oração da Família e pelas famílias. Rezando o Rosário acompanhamos os momentos de Jesus e Maria, momentos alegres e provações. Eles nos confortam nas nossas preocupações e neles encontramos a força, a esperança e paz no caminhar.

 (Reflexão do Rosário extraídas do Livro: Reza o Rosário com João Paulo II.)

 

Faça a experiência do Rosário: reze em grupo ou individual, neste mês missionário.

 

  Jesus disse: “Ide e ensinai o Evangelho a todas as nações.  “Pedi ao Senhor: envia operários à Tua messe.

Vamos pedir à Maria, com a oração do Rosário, que interceda por nós, para que tenhamos bons cristãos e cidadãos no serviço da humanidade.

 Ó Maria, dai-nos autênticas vocações: Famílias, Leigos, Sacerdotes e de Vida Consagrada Secular e Missionária no serviço do Reino. Ensina-nos a sermos bons cristãos no lar e em todo lugar onde estivermos, como sal da terra e luz no mundo.

“Onde quer que estejamos, podemos e devemos aspirar à vida perfeita no amor de Deus. sfs

Unidas em Cristo,

 Iria Urnau - IS SFS

sábado, 19 de setembro de 2020

CRUZ SALESIANA

Os Consagrados do ramo de São Francisco de Sales recebem uma Cruz no dia da consagração ou primeira profissão dos votos.

Exaltação da Santa Cruz, 14 de setembro

Nesta semana a Igreja celebrou a festa da Exaltação da Cruz

 


A CRUZ  SALESIANA

A Cruz Salesiana tem seu fundamento histórico e teológico.

A cruz é modelada segundo a cruz de profissão das Irmãs da Visitação de Santa Maria fundadas por SFS; que por sua vez tem a cruz  réplica da cruz peitoral do Bispo  São  Francisco de Sales.

Quem usa Cruz Salesiana? Irmãs da visitação (Fundada por SFS), a Congregação dos Oblatos de SFS, as Irmãs Oblatas e o nosso Instituto Secular SFS.

O simbolismo da Cruz:

A Cruz é dupla, uma sobre a outra. Significa a união da nossa cruz com a Cruz de Cristo. Tem duas coroas em cima. É a coroa de espinhos e a coroa da glória.  A Cruz é feita de material precioso, tanto na sua essência como na sua qualidade de herança.

Não tem a imagem de Cristo, não é crucifixo. Cada um que a recebe, deve ser o "corpus" para que ele possa "preencher as coisas que estão faltando na Paixão de Cristo", como diz São Paulo. Nada está faltando na Paixão de Cristo, mas oferecemos a nossa cooperação, a nossa generosa oferta de si mesmo. É nossa mística de união com o Divino Salvador.

A cruz é como um altar. A cruz do Calvário foi o grande altar onde Cristo foi oferecido em sacrifício. E como os altares, ela tem relíquias dos santos que nos auxiliam, com seu exemplo e intercessão, na imitação de Cristo.  Ela é oca, como o túmulo vazio da ressurreição. É leve, seguindo a exortação de Cristo: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados com o peso de vosso fardo, e Eu vos aliviareis; pois o meu fardo é leve, o meu jugo é suave”

Letras gregas gravadas: não é uma cruz latina, mas oriental. Como as letras gregas, esta escolha de forma deliberada manifesta a unidade da Igreja que foi tão desejada por São Francisco de Sales e simboliza o conceito de união de Cristo com a Sua Igreja, a nossa vida em união com Deus através do Diretório, regra espiritual dos Salesianos. A cruz vazia no rito oriental é um símbolo da vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, é o Cristo Ressuscitado a quem seguimos.

 

    A frente da cruz:

O IHS - O monograma de Jesus em grego (transcrição do nome abreviado de Jesus em grego, Ιησούς - em maiúsculas, ΙΗΣΟΥΣ) nos lembra que Ele é nosso Salvador e que somos chamados a ser "outros Cristos", para reproduzir sua vida na terra e manifestar o amor de Deus para todos; fazemos isso através de sofrimento e morte para nós mesmos.

As GOSTAS DE SANGUE simbolizam o ardor de caridade que anima nossas vidas; elas recordam as línguas de fogo que desceram sobre a Igreja no Pentecostes. Simbolizam o Espírito Santo e a fidelidade daqueles que deram a vida pelo Evangelho.

Os TRÊS CRAVOS gotejando sangue simbolizam os três votos de pobreza, castidade e obediência que nos unem a Cristo, assim como os cravos o prenderam na cruz. As gotas de sangue nos dizem que nossa vida consagrada é uma contínua mortificação, sacrifício e aquiescência (abertura, docilidade) à vontade de Deus, e também que devemos estar prontos para morrer por Cristo, sendo fiéis "até ao derramamento do nosso sangue".

O MONTE na parte inferior da cruz representa o Monte Sinai, a montanha da Antiga Lei. Está na base da cruz porque representa duas coisas: (1) com a criação começou toda a história da salvação, que culminou com a ressurreição de Cristo (a cruz vazia do desenho grego e uma das coroas) e que se perpetua, alcançando a todos na Igreja através da obra do Espírito (as duas chamas nas transversais mostram o amor de Deus que tudo abraça), e (2) os nossos votos que são a nossa aliança com Deus e que formam a base da nossa vida Consagrada.

O monte está grafado em três partes para lembrar os três votos.
Uma segunda interpretação dos três montes em que Jesus esteve: Monte Tabor  -recebo as Graças; Monte das Oliveiras - é a planície do cotidiano morrer para si mesmo; e o Monte Calvário – entregar-se à vontade do Pai. Uma terceira interpretação menciona as montanhas de Annecy, berço da Visitação.

Os RAMOS DE OLIVEIRA - símbolo da paz e da misericórdia de Deus na antiga Lei, está acima da montanha para nos dizer que, a partir de fidelidade aos nossos votos, conquistamos a paz.

Toda a TRINDADE é representada na parte frontal da cruz: a grande obra de amor que o Espírito Santo manifestou em Pentecostes; a obra redentora do Filho simbolizada pela cruz e a obra da criação do Pai e de Seu domínio no Antigo Testamento simbolizada pela montanha e pelo ramo de oliveira.

 

O verso da cruz

As letras“M-A” - Existem duas explicações para o significado de "M-A". As letras "MRA" estavam gravadas na cruz peitoral de São Francisco de Sales (uma abreviação de Maria). O "R" é  substituído  pelo  coração em seu lugar. Assim, o "M - A" é uma abreviatura do nome de Maria, Mãe de Jesus.

M-A também são uma abreviação de “Mons Amoris”, o monte de amor, que é o Calvário. Neste Mons Amoris, o Coração de Jesus foi aberto pela lança e Seu amor foi derramado sobre o mundo, portanto, o coração é ladeado pelas letras M e A.

O CORAÇÃO com duas cruzes acima: uma fonte afirma que não é nem o coração de Maria, nem o Sagrado Coração, mas é claramente aquele que ama e tem sofrido. O coração de quem leva a cruz, com a flecha do amor a Deus e do amor ao próximo.

As TRÊS CHAMAS simbolizam as virtudes teologais da fé, esperança e caridade que nos ligam diretamente a Deus.

Assim São Francisco de Sales apresenta uma Teologia de Amor na Cruz de profissão; e cada manhã, o colocar a cruz deve ser uma expressão de DISPONIBILIDADE  para viver no  amor unido a Cristo.

Texto de pesquisa: Padre Paulo Strey - OSFS.  Atualização: Padre Nildo de Mello - OSFS




Com a Benção dos Padroeiros,

Iria Urnau - IS SFS