sábado, 26 de novembro de 2022

Advento 2022

 

Advento: Natal se aproxima

“Deus faz tudo por nós e quer que façamos tudo o que pudermos uns aos outros. ” (SFS)

O Advento é um período de revisão de vida para acolher o novo ano litúrgico, mas também de muita expectativa de celebrar o Natal de Jesus, a partir da Palavra Orante da Bíblia e da oração comunitária. Durante o Advento temos a novena em preparação ao Natal que aborda o ‘chamado de Deus como Graça que impulsiona à Missão’ (baseado no ano vocacional na Igreja, Brasil).

É um refletir sobre a história de amor e salvação que Deus realiza na família de Nazaré e em toda a família humana, que nos coloca abertos e sensíveis para a Graça, a escutar da Sua voz no mistério da Encarnação que se faz presente nos acontecimentos da história. Podemos perceber na mensagem da Salvação; sentido Teológico da Graça da Salvação e também no sentido antropológico da escuta na vivência humana que anseia por algo mais.  Vivemos numa época de incertezas e de muitas mudanças que, por vezes, causa insegurança em relação ao novo, mas acima de tudo vivemos o exercício da esperança e, fortalecidos pela fé que nos mantêm no caminho.

Pois, afinal, é Advento! Chegou o tempo! Ainda não chegou o Natal, no entanto, ele já se aproxima. Nesta época, muitos já vivem o exercício da espera, pela chegada do Natal. Alguns estão alegres. Para outros, será um tempo de rotina normal. Até participarão de cultos, celebrações religiosas, mas indiferentes ao sentido desse tempo, alheios ao significado do Advento. Cantarão hinos, perceberão as luzes na cidade e nas igrejas, mas, insensíveis ao “nascimento” de Jesus. Talvez marcados pela dor e sofrimento, não perceberão a chegada do novo, ou nem se prepararam para a chegada do Servo Sofredor, o Messias - Infante que nasce humilde, do Verbo Encarnado que é Caminho, Verdade e Vida.

Portanto, é tempo de abandonarmos os medos e as angústias e percebermos que Cristo trouxe a Paz. E sempre temos de anunciar possibilidade de perdão, esperança e a paz que vem de Nosso Senhor Jesus Cristo. Assim, aguardamos com mais interioridade a vinda do nosso Deus que é amor e chega até nós, feito menino (em forma de meiga criança).

Maria e João Baptista são duas grandes figuras que se apresentam como modelos de Fé, Esperança e Confiança, e nos podem ajudar a preparar o coração, numa atitude de coração alerta e atenção constante e permanente nesta espera da vinda do Salvador. Eles souberam escutar, acolher e transmitir Deus com a vida.

A Palavra de Deus nos convida a confiar-lhe de todo coração e a oferecer-lhe tudo o que somos e temos. Assim, a nossa relação com Deus abre-nos, cada vez mais, à esperança e união com Ele. O Natal lembra o quanto Deus “revestiu-se da nossa natureza humana" (TAD, VIII, 4) e se fez nosso irmão.

São Francisco de Sales nos diz: “Contemple o tão amável menino Jesus que vai nascer em nossas comemorações da próxima festa. Vem nos visitar por parte do seu Pai Eterno, e os pastores e os reis virão visitá-lo no presépio”.  Uma grande tarefa missionária a toda Família Salesiana, será a de “recristianizar”, ou seja, colocar Jesus Cristo novamente no centro. Segundo SFS, o “Apóstolo do Chablais”, esse é o convite do tempo de advento. Participemos com fé e entusiasmo, na espera do Senhor que vem no Natal. Esperemos aquele que já está entre nós - Jesus Cristo – que celebramos no Natal.

Assim desejamos e almejamos um Feliz a Santo Natal, mais uma vez, nesse ano de 2022.

Um Santo e Feliz Natal, com a Bênção de Deus Menino, a todos os que visitam e leem este blog.

Cordialmente,

Iria Urnau

sábado, 4 de junho de 2022

Vem, Espírito Santo, vem!

 

Pentecostes

“A alma do cristão é um reino

cujo Rei soberano

 é o Espírito Santo. ”

SFS

 

Para nós cristãos, a festa de Pentecostes recorda o dia em que diversos povos acolheram a mensagem de Cristo e se tornaram seus discípulos. A Escritura da encarnação da Palavra e a fé em Cristo ressuscitado, são sinal visível da presença de Jesus, um Deus-conosco.

É um itinerário, que o fiel deve estar atento a alguns passos da fé. Estamos no período alegre da Páscoa, em que nossos corações são reconfortados por Jesus Cristo, que se eleva aos céus e envia o defensor, o consolador, que nos ensinará todas as coisas.

Mas, o mundo das relações humanas não tem tanto espaço para ouvir o Paráclito, que anima e sustenta nossa caminhada na terra. Por vezes experimentamos os sofrimentos de muitos irmãos, devido à ausência de fraternidade, sem abertura para solidariedade, a fraqueza humana se fecha no individualismo e egoísmo.

A transformação precisa vir acompanhada de um grande despertar espiritual. Afinal, quando cultivamos nossa vida interior, como ensina São Francisco de Sales, estreitamos nossos laços de intimidade com o Sagrado, e a vida floresce.

    Por isso, clamamos: “Vem, Espírito Santo! Vem iluminar! Vem e renova a face da terra, acendei em todos o fogo do amor”. São Paulo nos orienta: “Deixai-vos conduzir pelo Espírito...” (Gal 5,16). E quando nos deixamos conduzir pelo Espírito, os frutos que ele gera em nossas vidas são: “caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança” (Gal 5, 22-23).

Esse o desejo para cada Salesiana e leitor: a força e paz do Espírito Santo neste Pentecostes, com as ricas bênçãos neste ano Festivo Jubilar.

Cordialmente,

Iria Urnau.

quinta-feira, 7 de abril de 2022

Páscoa - fruto da Quaresma


Fala com sabedoria,

ensina com amor.” 

 Pr 31, 26

Jesus percorreu um itinerário, onde viveu ensinando com a vida, gestos e palavras que prepararam a festa da Páscoa: Dei-vos o exemplo, para que façais assim como eu fiz para vós.”   Jo 13,15

Quaresma é também um tempo de Graça e de esperança de caminhar com Jesus, Ele que já assumiu a nossa dor e cura nossas feridas. Eis a oração “Porque pela vossa Santa Cruz remiste o mundo!”

Que a Ressurreição de Jesus Cristo seja nossa alegria, em cada começo de novo dia.    Uma Santa e Abençoada Páscoa a todos!

Cordialmente,

 Iria M. Urnau

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Ciclo de Natal e início do ano Jubilar


 Renovamos nossa caminhada de Fé e esperança em Jesus Cristo, nosso Salvador, no início do novo ano de 2022.

Vivenciar a Liturgia, o ciclo de Natal, o Batismo do Senhor, e o nosso Batismo no qual somos inseridos no mistério de Deus, de ser chamados seus Filhos muito amados e a pertença do Céu - eternidade feliz.

O mês de janeiro traz exemplos de quem já vivenciou essa jornada de seguimento da vida em Cristo: Santos, Santas, Mártires e Doutores da Fé: Santa Inês, São Tomás de Aquino, São Sebastião, São Francisco de Sales, São Paulo e São João Bosco. Viveram o Evangelho encarnado na fraternidade e de modo heroico.

O Instituto Secular São Francisco de Sales, junto com toda família dos Oblatos de SFS, da Espiritualidade Salesiana, temos a alegria de festejar o Duplo Jubileu ao longo do ano de 2022: de São Francisco de Sales e de Santa Joana F. de Chantal.

Rezemos a Novena


São Francisco de Sales

(De 16 a 24 de janeiro)

Oração:  Deus, nosso Pai, São Francisco de Sales Testemunhou com sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia. Realizastes nele maravilhas, corrigindo as arestas do seu temperamento impulsivo. Por intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o Vosso Espírito Santo. Que São Francisco de Sales nos contagie com sua ternura e misericórdia e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com os nossos irmãos. Nós vos pedimos também a graça... (pedir a graça). Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

Oremos: Ó Deus, para a salvação dos homens quisestes que São Francisco de Sales se fizesse tudo para todos; concedei que a seu exemplo manifestemos sempre a mansidão de vosso amor no serviço de nossos irmãos. Por Jesus Cristo vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. (Faça um pedido e reze 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória)

São Francisco de Sales; nasceu em 21 de agosto de 1567 em Thorens/Sabóia. Um sábio e Santo humanista, Sacerdote e Bispo de Genebra, Grande Evangelizador, com determinação, afabilidade e mansidão converteu muitos Calvinistas. Diretor Espiritual, Fundador da Congregação das Irmãs da Visitação, autor dos Livros “Filoteia – Iniciação à Vida Cristã” e “Tratado do Amor de Deus”. Faleceu em 28/12/1622. Canonizado pelo Papa Alexandre VII em1665. Proclamado Doutor da Igreja pelo Papa Pio IX em 1877 e Padroeiro dos jornalistas e escritores católicos pelo Papa Pio XI em 1923.

Obs.: A novena de Santa Joana será em agosto.

  Iria Urnau - Instituto SFSales

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Mês Missionário

 

 


 com Reflexões da CNBB

No dia 1º de outubro, celebramos a festa litúrgica de Santa Teresinha do Menino Jesus.

A Padroeira Universal das Missões.

 O tema que vai animar o mês missionário deste ano é “Jesus Cristo é missão” tendo como inspiração bíblica:  “Não podemos deixar de falar sobre o que vimos e ouvimos(At 4,20).

 O bispo de Chapecó (SC) Dom Odelir José Magri e presidente da Comissão para a Animação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, destaca que a missão é parte integrante da identidade da Igreja e dos cristãos católicos e em razão disto é algo permanente. “Ou a Igreja é missionária ou ela não é a Igreja de Jesus Cristo”, disse.

O mês de outubro com a Campanha Missionária, segundo o bispo, tem o objetivo de motivar de forma especial para relembrar esta identidade missionária da Igreja. “Este mês de outubro nos desafia a reavivar, nos reanimar e a também colocar em prática a vivência desta identidade missionária da Igreja”.

Dom Odelir nos lembrou a frase do Papa Leão XIII para reforçar as três formas de contribuir com a Campanha Missionária deste ano: “A missão é feita com os pés dos quem partem, com os joelhos dos que rezam e com as mãos de quem ajuda'”.

O Documento de Aparecida nos lembra que:  “o dom da tradição católica é um cimento fundamental de identidade, originalidade e unidade e mais dentro do nosso coração, existe uma terra estrangeira que talvez ainda não ouviu falar de Jesus, O nosso coração precisando perceber, dentro de nós e ao nosso redor, o que ainda não foi tocado pelo Evangelho”.

Peçamos a Santa Terezinha que nos ajude a cultivar um coração missionário. Que possamos evangelizar o nosso coração para sermos evangelizadores no mundo.

(Baseado em textos da CNBB)