sábado, 4 de junho de 2022

Vem, Espírito Santo, vem!

 

Pentecostes

“A alma do cristão é um reino

cujo Rei soberano

 é o Espírito Santo. ”

SFS

 

Para nós cristãos, a festa de Pentecostes recorda o dia em que diversos povos acolheram a mensagem de Cristo e se tornaram seus discípulos. A Escritura da encarnação da Palavra e a fé em Cristo ressuscitado, são sinal visível da presença de Jesus, um Deus-conosco.

É um itinerário, que o fiel deve estar atento a alguns passos da fé. Estamos no período alegre da Páscoa, em que nossos corações são reconfortados por Jesus Cristo, que se eleva aos céus e envia o defensor, o consolador, que nos ensinará todas as coisas.

Mas, o mundo das relações humanas não tem tanto espaço para ouvir o Paráclito, que anima e sustenta nossa caminhada na terra. Por vezes experimentamos os sofrimentos de muitos irmãos, devido à ausência de fraternidade, sem abertura para solidariedade, a fraqueza humana se fecha no individualismo e egoísmo.

A transformação precisa vir acompanhada de um grande despertar espiritual. Afinal, quando cultivamos nossa vida interior, como ensina São Francisco de Sales, estreitamos nossos laços de intimidade com o Sagrado, e a vida floresce.

    Por isso, clamamos: “Vem, Espírito Santo! Vem iluminar! Vem e renova a face da terra, acendei em todos o fogo do amor”. São Paulo nos orienta: “Deixai-vos conduzir pelo Espírito...” (Gal 5,16). E quando nos deixamos conduzir pelo Espírito, os frutos que ele gera em nossas vidas são: “caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança” (Gal 5, 22-23).

Esse o desejo para cada Salesiana e leitor: a força e paz do Espírito Santo neste Pentecostes, com as ricas bênçãos neste ano Festivo Jubilar.

Cordialmente,

Iria Urnau.

quinta-feira, 7 de abril de 2022

Páscoa - fruto da Quaresma


Fala com sabedoria,

ensina com amor.” 

 Pr 31, 26

Jesus percorreu um itinerário, onde viveu ensinando com a vida, gestos e palavras que prepararam a festa da Páscoa: Dei-vos o exemplo, para que façais assim como eu fiz para vós.”   Jo 13,15

Quaresma é também um tempo de Graça e de esperança de caminhar com Jesus, Ele que já assumiu a nossa dor e cura nossas feridas. Eis a oração “Porque pela vossa Santa Cruz remiste o mundo!”

Que a Ressurreição de Jesus Cristo seja nossa alegria, em cada começo de novo dia.    Uma Santa e Abençoada Páscoa a todos!

Cordialmente,

 Iria M. Urnau

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Ciclo de Natal e início do ano Jubilar


 Renovamos nossa caminhada de Fé e esperança em Jesus Cristo, nosso Salvador, no início do novo ano de 2022.

Vivenciar a Liturgia, o ciclo de Natal, o Batismo do Senhor, e o nosso Batismo no qual somos inseridos no mistério de Deus, de ser chamados seus Filhos muito amados e a pertença do Céu - eternidade feliz.

O mês de janeiro traz exemplos de quem já vivenciou essa jornada de seguimento da vida em Cristo: Santos, Santas, Mártires e Doutores da Fé: Santa Inês, São Tomás de Aquino, São Sebastião, São Francisco de Sales, São Paulo e São João Bosco. Viveram o Evangelho encarnado na fraternidade e de modo heroico.

O Instituto Secular São Francisco de Sales, junto com toda família dos Oblatos de SFS, da Espiritualidade Salesiana, temos a alegria de festejar o Duplo Jubileu ao longo do ano de 2022: de São Francisco de Sales e de Santa Joana F. de Chantal.

Rezemos a Novena


São Francisco de Sales

(De 16 a 24 de janeiro)

Oração:  Deus, nosso Pai, São Francisco de Sales Testemunhou com sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia. Realizastes nele maravilhas, corrigindo as arestas do seu temperamento impulsivo. Por intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o Vosso Espírito Santo. Que São Francisco de Sales nos contagie com sua ternura e misericórdia e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com os nossos irmãos. Nós vos pedimos também a graça... (pedir a graça). Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

Oremos: Ó Deus, para a salvação dos homens quisestes que São Francisco de Sales se fizesse tudo para todos; concedei que a seu exemplo manifestemos sempre a mansidão de vosso amor no serviço de nossos irmãos. Por Jesus Cristo vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. (Faça um pedido e reze 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória)

São Francisco de Sales; nasceu em 21 de agosto de 1567 em Thorens/Sabóia. Um sábio e Santo humanista, Sacerdote e Bispo de Genebra, Grande Evangelizador, com determinação, afabilidade e mansidão converteu muitos Calvinistas. Diretor Espiritual, Fundador da Congregação das Irmãs da Visitação, autor dos Livros “Filoteia – Iniciação à Vida Cristã” e “Tratado do Amor de Deus”. Faleceu em 28/12/1622. Canonizado pelo Papa Alexandre VII em1665. Proclamado Doutor da Igreja pelo Papa Pio IX em 1877 e Padroeiro dos jornalistas e escritores católicos pelo Papa Pio XI em 1923.

Obs.: A novena de Santa Joana será em agosto.

  Iria Urnau - Instituto SFSales

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Mês Missionário

 

 


 com Reflexões da CNBB

No dia 1º de outubro, celebramos a festa litúrgica de Santa Teresinha do Menino Jesus.

A Padroeira Universal das Missões.

 O tema que vai animar o mês missionário deste ano é “Jesus Cristo é missão” tendo como inspiração bíblica:  “Não podemos deixar de falar sobre o que vimos e ouvimos(At 4,20).

 O bispo de Chapecó (SC) Dom Odelir José Magri e presidente da Comissão para a Animação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, destaca que a missão é parte integrante da identidade da Igreja e dos cristãos católicos e em razão disto é algo permanente. “Ou a Igreja é missionária ou ela não é a Igreja de Jesus Cristo”, disse.

O mês de outubro com a Campanha Missionária, segundo o bispo, tem o objetivo de motivar de forma especial para relembrar esta identidade missionária da Igreja. “Este mês de outubro nos desafia a reavivar, nos reanimar e a também colocar em prática a vivência desta identidade missionária da Igreja”.

Dom Odelir nos lembrou a frase do Papa Leão XIII para reforçar as três formas de contribuir com a Campanha Missionária deste ano: “A missão é feita com os pés dos quem partem, com os joelhos dos que rezam e com as mãos de quem ajuda'”.

O Documento de Aparecida nos lembra que:  “o dom da tradição católica é um cimento fundamental de identidade, originalidade e unidade e mais dentro do nosso coração, existe uma terra estrangeira que talvez ainda não ouviu falar de Jesus, O nosso coração precisando perceber, dentro de nós e ao nosso redor, o que ainda não foi tocado pelo Evangelho”.

Peçamos a Santa Terezinha que nos ajude a cultivar um coração missionário. Que possamos evangelizar o nosso coração para sermos evangelizadores no mundo.

(Baseado em textos da CNBB)

segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Vocação Secular


 “Somos o que somos diante de Deus, e nada mais. ” 

SFS

 

  Pare! Pense! Reflita...

Cada pessoa tem uma missão a realizar neste mundo.

Há muito bem a ser feito e há também lugar a ser ocupado.

O primeiro: somos pessoas

chamadas à existência - vida.

Pelo Batismo pertencemos à Deus e a uma comunidade de Fé – Igreja.

Somos chamados à Santidade - Vocação Universal.

Assim, o batismo é fundamento e a fonte de toda vocação.

É neste chão fértil, carregado de húmus divino, regado com o sangue de Jesus,

que nascem e crescem os vários estados de vida.   

Para bem realizar nossa missão no mundo cada pessoa constrói um projeto de vida

e uma resposta que consiste em... escolher  o caminho.

 Jesus diz: “Eu sou O caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 15).

Como perceber o Chamado?

Atenção ao dia-a-dia da existência e leitura da história pessoal.

Participação na comunidade cristã. Vida de oração.

Nos valores que atraem é possível perceber sinais de vocação.

A vocação é um mistério, um processo dinâmico, uma história de amor.

O chamado de Deus é pessoal, experiência interior (Jr 1,4- 10).

Há pessoas que, por meio de uma especial consagração, vivem em comunidade uma total disponibilidade para Deus e para os irmãos na Igreja.

A pessoa Consagrada Secular vive o Espírito Evangélico nas realidades do mundo;  e assume nas atividades uma profissão, procurando ser sinal do Reino de Deus no meio do povo, como Missionárias do Evangelho.

A Espiritualidade de São Francisco de Sales é uma boa ajuda para quem quer crescer na vida cristã, são passos que nos levam à uma união com Deus.

Na nossa Secularidade vivemos o itinerário como os discípulos de Emaús: Caminhar juntos, unidos, a Cristo e entre nós. Quem não vive unido com a comunidade está fora.

Portanto, nenhum estado de vida impede de viver a santidade.

Na vocação Secular, o estado de vida que se vive é o lugar privilegiado de fazer a vontade de Deus: “Onde Deus nos plantou, aí devemos florescer.” (SFS)

Como pessoas, fazemos parte de um universo de relações, descobertas e interações. Sendo assim, somos chamados a ser sal e fermento do Reino, cada qual dentro de uma vocação específica, que expressamos com nossa vida, atitudes e ações concretas, nossa co-responsabilidade e solidariedade com toda a humanidade, participando de organismos representativos da sociedade ou em serviços determinados na Igreja, que promovam a vida.

O nosso Carisma: Viver a Interioridade na Espiritualidade de São Francisco de Sales, e os Conselhos Evangélicos no meio do mundo.

Ø  Temos como base da Espiritualidade: o “Diretório de São Francisco de Sales”, as Constituições do Instituto; os livros “Filotéia” e “Tratado do Amor de Deus”; o Direito Canônico e outros documentos da Igreja.

Ø  Temos dois Núcleos: Palmeira das Missões e Porto Alegre para encontros de estudo e formação mensal e um retiro anual. Cada núcleo tem sua coordenação e uma Coordenadora Geral.

Ø  Temos a formação permanente e a iniciação como Postulantado e Noviciado.

Ø  O retiro anual reúne os dois núcleos.

Ø  Nossos Assistentes Espirituais são os Padres Oblatos de SFS.

Ø  Nossas membros vivem em “diáspora”, trabalham profissionalmente segundo seus talentos e oportunidades, e em ambiente familiar.

Ø  A Secularidade, a Consagração e o Apostolado formam uma TRIOLOGIA, sem a qual nenhuma associação deve denominar-se Instituto Secular.

A natureza própria da vocação dos Institutos Seculares, que exige um esforço constante de síntese entre fé, consagração e Vida Consagrada Secular: síntese que permite realizar uma missão tipicamente secular, acolhendo na totalidade as exigências evangélicas da consagração a Deus.

As membros do IS SFS têm como primeiro objetivo alcançar a perfeição cristã no mundo. Dedicam-se ao apostolado na sua vida e sua profissão. São diferentes formas do apostolado, mas o mesmo esforço de transmitir às pessoas as riquezas do amor a Deus, o humano e espiritual; numa renovação interior conforme o exemplo de SFS. Somos consagradas no meio de Mundo – em profissões diversas.

Que os Santos Padroeiros São Francisco de Sales, Santa Joana de Chantal e Leoni Aviat nos ajudem e abençoem.

Cordialmente,

Iria Urnau.

 

Um de nossos encontros no tempo de Pandemia: